A magia (des)conhecida dos óleos essenciais

08/07/2015   Reportagens

Vanderbilt Hospital usa óleos essenciais para melhorar qualidade de vida dos profissionais de saúde

O uso hospitalar de óleos essenciais tem aumentado significativamente nas ultimas décadas ainda que estatisticamente sejam poucos os centros hospitalares que aproveitam esta ferramenta terapêutica para melhorar a qualidade de vida dos profissionais de saúde e pacientes.

 

Os óleos essenciais são substâncias liquidas e odorosas, voláteis e de composição química complexa que se encontram nas plantas aromáticas. São produtos do metabolismo secundário que as plantas armazenam em pêlos glandulares, glândulas, bolsas e canais especiais, com a finalidade de se protegerem de predadores, estabelecer relações simbióticas, atrair polinizadores específicos, curar feridas, etc.

 

Os óleos essenciais podem ter efeitos muitos diversos sobre o ser humano, desde baixar o stress a estimular o sistema nervoso, outros podem ser afrodisíacos enquanto outros diminuem a líbido, uns tiram a febre outros a tosse mas todos são em maior ou menor medida anti-sépticos. Esta propriedade é bastante interessante podendo uns serem mais indicados para combater vírus outros bactérias e outros para ambos. Aliado a este poder desinfectante, está a sua característica volátil o que os torna ideais para a desinfecção do ar e evitar a propagação de bactérias e/ou vírus. Por isso são muito úteis tanto para protegerem o lar como centros hospitalares.

 

Prova disso é o seu uso crescente em centros hospitales, clinicas, centros terapeuticos destas essencias de plantas para desinfectar o ar, evitar contaminações cruzadas, acalmar os doentes, reduzir a ansiedade e nervosismo, aumentar o bem-estar psíquico, aumentar o apetite, induzir o sono, etc. No entanto o uso e escolha de óleos essenciais deve ser feito por aromaterapeutas certificados para serem os mais adequados ao objectivo principal além de que o uso de falsas essências (artificiais) é tóxico. Por outro lado o meio de difusão é importante e nem todos os difusores são adequados.